Abertura da 11ª Semana de Amamentação – Prefeitura Municipal de Casa Branca

Os alunos do Curso Técnico em Nutrição e Dietética, Alimentos, Enfermagem e Farmácia participaram da palestra “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação. Hoje e para o futuro”, ministrada pela fonoaudióloga  Dra. Rosana Maria Ferreira de Sordi Rigamonti, no dia 01 de agosto de 2019, no anfiteatro da Etec.

“Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação. Hoje e para o futuro.”

Este ano a WABA (World Alliance for Breastfeeding Action) novamente desenvolveu o tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que acontece no mundo todo ente 01 e 07 de agosto.

Os temas sempre estão em consonância com questões atuais e importantes para a saúde materno-infantil e, desde 2016, está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que enfoca o ataque à pobreza e à fome, segurança alimentar, melhoria da agricultura sustentável, alcance de uma vida saudável e bem-estar, para todos, em todos os ciclos da vida, assegurar educação inclusiva e de qualidade, igualdade e empoderamento feminino, disponibilidade de água para todos, acesso à energia, crescimento econômico sustentável e acesso ao trabalho, promover infraestrutura, industrialização e inovação, reduzir desigualdades, tornar cidades seguras, inclusivas, resilientes e sustentáveis, assegurar padrões de produção e consumo sustentáveis, combater as mudanças climáticas e seu impacto, conservar mares e oceanos, proteger o ecossistema terrestre, promover sociedades pacíficas, justas e construir instituições eficazes e responsáveis e fortalecer parceria global para o desenvolvimento sustentável.
Portanto, os objetivos para a SMAM 2019 são:

  • Informar as pessoas sobre os vínculos entre proteção social parental com igualdade de gênero e amamentação;
  • Vincular iniciativas de apoio à maternidade/paternidade e normas/leis sociais com igualdade de gênero em todos os níveis para apoiar a amamentação;
  • Envolver-se com indivíduos e organizações para um maior impacto;
  • Mobilizar a sociedade para ampliar a proteção social parental com igualdade de gênero para apoiar e promover a amamentação.

Com isso, os profissionais de saúde como rede de apoio à amamentação devem participar no processo da amamentação e têm um papel importante/indispensável, pois possuem a capacidade de desmistificar os anseios/receios das mães sobre este tema.